Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Herman José

Herman José

Entrevista ao jornal Record!

Joana, 22.04.07

É fã de desporto ?
Sou fã de tudo o que meta mar.Sou doido por sol e praia. Não gosto de ver nada, só de praticar. Adorava ser bom tenista, mas não tenho qualquer talento. Gosto de praticar natação e tudo o que está relacionado com embarcações, porque gosto de desportos que não necessitem de muita gente. As multidões deprimem-me, parecem um formigueiro. Não gosto de estar no meio delas e era incapaz de estar num estádio aos gritos. Só gosto de as ver do palco. Mas sou adepto da máxima “mente sã em corpo são”. Faço muito ginásio.
E o desporto pode ser cómico ?
Tudo é passível de ser cómico e o desporto não é excepção!Já fiz um hooligan, um comentador desportivo e um futebolista. Só não faço de presidentes de clubes porque, geralmente, têm mais piada do que eu!
A personagem José Esteves é um marco no futebol. Como e em que se inspirou para a criar?
Teve a bênção do José Maria Pedroto, mas foi uma criação da dupla Tozé Brito-António Tavares-Teles para um programa meu na Rádio Comercial.
Na música “Vamos lá Cambada” diz “o maior é Portugal”. Torce pela Selecção Nacional?
Claro que sim. O facto de ter muitas razões de queixa de um país disfuncional, não posso deixar de o amar a ponto de o defender sempre.
O futebol atrai-o?
É um grande desporto de massas. Pessoalmente não me toca, mas respeito-o como motor máximo de todas as emoções.
Que desporto praticava quando era jovem?
Era muito bom em atletismo, pratiquei durante cinco anos quando estava na Escola Alemã. Fazia argolas, paralelas, barra fixa, mesa alemã etc. Fui para o atletismo porque não tinha talento para jogos de bola, acho que não fui configurado para isso. É quase uma dislexia.
E que modalidade gostava ainda de experimentar?
Bungee jumping. Acho um desporto original e um acto de coragem. Mas faltam-me a juventude e a coragem...

(Obrigado ao Vitor por me ter passado esta entrevista!)

6 comentários

Comentar post