InicioBiografiaEspetáculosHerman RespondeEntrevistasVídeosFotosChatFãs
Terça-feira, 20 de Maio de 2008
Herman José mata saudades do público

 

"Para tristezas, basta a situação económica do país" e por isso formatos como o "Chamar a música", que se inserem na chamada "feel good tv" (apelam à boa disposição), são a nova tendência da televisão portuguesa. Herman José conduz esta noite o programa de estreia e revelou estar a "adorar" as gravações.

 

Inspirado na versão norte-americana "Singing bee" (abelha cantora), o concurso da SIC pede aos participantes que cantem músicas conhecidas. Só que, em vez da voz, o que é valorizado é o conhecimento das letras. O apresentador explicou que o formato supera "largamente" as expectativas que tinha criado, e que, até agora, todos os concorrentes o surpreenderam "pela positiva".

 

A participação em estúdio é incentivada pelos 50 mil euros que podem ser alcançados pelos vencedores. Na primeira emissão, a concorrente que menos errou ficou-se pelos 10 mil. O programa dá a oportunidade ao humorista de voltar ao contacto com o público e com os espectadores. Algo de que "já tinha saudades", desde os tempos de "Parabéns" ou da "Roda da sorte".

 

Questionado sobre o panorama televisivo internacional, Herman José diz-se completamente rendido ao "The Daily Show", de John Stewart, mas considera que "não temos país nem democracia para tanto".

 

Este programa marca o regresso de Herman José aos concursos e ao horário nobre depois do projecto de humor menos bem sucedido "Hora H", que acabou a ser exibido em horário tardio ("late night"). Porém, este revés não o afasta, para já do género, apesar de em declarações anteriores aos jornalistas ter explicado que "escrever humor é violentíssimo".

 

Na apresentação de "Chamar a música", o humorista adiantou que "chega uma altura em que faz mais sentido sermos nós as forças catalisadores dos talentos", mas ficar ligado ao humor desta forma é caso para pensar só "daqui a uns anos". "Gostava de acabar a minha carreira em conversas íntimas, como a que fiz ao Agostinho da Silva" (nas "Conversas vadias").

 

Questionado sobre a nova aposta de humor da RTP, "Os contemporâneos", Herman José respondeu tratar-se de um "conceito excelente". "Vejo um grande futuro no humor inteligente das novas gerações ", rematou.

 


Este Homem não é do Norte Carago: ,

publicado por Joana às 16:29 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

CONTACTOS PROFISSIONAIS
susana.silva@hermanias.pt


email do blog : joanaherman@gmail.com

Facebook


Página feita pela :
HERMAN AO VIVO


Anunciozinho Bom


Quando um gajo não pesquisa, é muita complicado
 
Livro - As Melhores Anedotas do Herman
CD - Adeus Vou Ali Já Venho
DVD - Herman Enciclopédia
DVD - O Tal Canal
DVD - Hermanias Especial Fim de Ano
Livro - As Eternas Anedotas do Herman
DVD - Crime na Pensão Estrelinha
Herman


O Verdadeiro Artista


El Grande Criador de Toda a Música Ró

Get the Flash Player to see this player.

Ó prás novidades tão jeitosas
Letse Luque Eta Treila
online
Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
design por isa costa

Blog de fã dedicado a todo o trabalho de
Herman José