InicioBiografiaEspetáculosHerman RespondeEntrevistasVídeosFotosChatFãs
Sábado, 4 de Agosto de 2007
Respostas do Herman
Caro Herman. Para mim és Rei, e a coroa ninguém te tira - até porque a malta não deixava. Dá-me gozo ver a forma como tu trabalhas levando-nos a pensar que não custa nada fazer o que tu fazes. Como é bem feito parece fácil, é por isso que és Grande. Gostei da merecida homenagem que a sic te fez quando comemoraste um dos teus aniversários e em que a Marisa cantou o Smile - fiquei emocionado - foi bonito. Sentia-se que tens amigos que gostam muito de ti e que o contrário também é verdade, que tu gostas e tratas bem os teus amigos mais próximos.  Agora cá vão 2 perguntas:
1.Esta é chata - Houve uma altura nos teus programas da sic que me pareceu que gozavas (até demais) com os artistas convidados estrangeiros o que às vezes me deixava pouco confortável com a situação - e não era nada comigo! Foi só impressão minha não foi ?
 
Impressão tua. Não havia entrevista em que as “temeridades” não fossem preparadas com avanço. Percebo que é uma prática pouco usada em Portugal. Lembro-me que ainda hoje há quem pense que a “peixeirada” com a Lili Caneças foi a sério, apesar de ter sido ensaiada em frente a 300 pessoas ! Até o CM correu na esparrela, e à boa maneira portuguesa não teve a coragem de dar a mão à palmatória.
 
2.Houve também na sic uma fase em que tu no fim do programa fazias uns cozinhados com um aspecto maravilhoso cuja receita tiravas duns livrinhos de cozinha que eu pensei que eram teus e que andei à procura nas livrarias e não encontrei. Escrevi para a sic e eles também não me conseguiram esclarecer. Como posso ter acesso a essas receitas ?
 
As receitas foram publicadas com a TV Mais. Pode ser que eles a reeditem um dia destes…
 
3.Porque é que os malucos do riso estiveram em horário nobre todos os dias com anedotas estafadas e com repetições e o teu programa não pode estar um dia por semana em horário nobre ?  É porque a audiência é sobretudo de portugueses ? Querem-nos colocar novamente nos tempos do humor pré Herman José ? Dá-me a ideia que ganhava-mos mais se tu estivesses na rtp e provavelmente para ti era tudo mais simples, mas tu é que sabes... Grande abraço.  Agradecimentos à Joana pelo seu valioso trabalho, Nuno Salgado
 
Caro Nuno, como imaginas, tenho a maior pena que a SIC não tenha feito com o Hora H, o mesmo que a RTP fez com o lançamento dos Gato aquando da primeira série. Também o Herman Enciclopédia teve audiências fracas, mas foi o facto de ter ido sempre para o ar às 22 30 que fabricou o acontecimento e fidelizou o publico. Pessoalmente não deixarei de me entregar ao Hora H com toda a paixão e profissionalismo, nem que nos remetam para as 4 da manhã.
 
OLÁ. Gostaria que o Herman soubesse que considero a HORA H um programa inteligente, cómico e extraordinariamente bem feito. Não consigo compreender porque é passado aquela hora... Felizmente Herman existe. Não é somente o nosso melhor, por isso é ridiculo comparar os Gatos Fedorentos a Herman. Estão a anos luz do Herman. Espero sempre anciosamente domingo à noite,para assistir ao programa. Que continue muitos anos a animar-nos e a fazer-nos rir, Maria Helena Almeida
 
Cara Maria Helena, obrigado pelo teu apoio. Também eu sou fã do programa e acredito nele. Tenho grandes ideias para os 19 episódios que faltam até ao final da série.
 
Olá Herman, Gostaria de lhe dizer que Hora H,  foi para mim uma desilusão! Não tem a minima qualidade! O Humor quer-se inteligente e requintado. Para vulgaridades já temos a programação da T.V.I Gostei muito do programa anterior, para além das entrevistas interessantes, havia também boa musica, etc;etc; Fico á espera de assistir novamente a um trabalho de qualidade! Mas continou a adimirá-lo como sempre. A minha Observação é construtiva! Felicidades. Paula Branco
 
Cara Paula, como imaginas, não estou de acordo contigo. Se puderes ver os dois “best of” em Setembro com atenção, terás uma perspectiva concentrada do muito que fizemos.
Olá Herman José. Somos da mesma "colheita" - 1954 - uma boa colheita concerteza. Tu és de Março, eu sou de Julho. Não vou repetir o habitual elogio dito e redito à exaustão nestas páginas. É óbvio que acompanhei de perto todo o teu percurso profissional, desde o Sr. Contente e o Sr. Feliz, até.........até à altura em que continuo sem perceber porquê, resolveste entrar na área da ordinarice e palavrão. Sou do Porto, vivo em Lisboa desde os treze anos, não tenho qualquer tique de pronúncia nortenha, que abomino, pois sou extremamente exigente com o falar e escrever bom Português, (apesar de reconhecer que todo o tipo de pronúncia que assassina a língua portuguesa é um excelente manancial para fazer humor) , mas o que me afasta definitivamente da minha terra natal é o péssimo hábito que aquela gente tem de numa frase de cinco palavras , ser obrigatório dizer três ou quatro palavrões, daqueles de fazer corar um carroceiro. Mas quando há talento, o que é inegável em ti, porquê recorrer à ordinarice? Modéstia à parte, não sou estúpida,já vi muito mundo,gosto de aprofundar todas as áreas do conhecimento humano, tenho habilitações literárias muitíssimo acima da média nacional, não leio, devoro livros , não estou fora do meu tempo, e continuo sem perceber a razão que te levou a entrar por esses caminhos ínvios. Quer-me parecer, que de alguma forma essa tua incursão no mundo do palavrão  limitou o nº de apreciadores do teu programa. Ora é óbvio que vivemos numa sociedade economicista a que os artistas não fogem, e quando não há retorno a um qualquer investimento,deixa de haver razão plausível para o manter. Não quero deixar de reconhecer o teu talento acima da média, que quer-me parecer foi suficientemente bem reconhecido pelo povo Português. Gostaria que não fosse a Joana a respoder a esta miha dúvida, mas sim o próprio Herman. Até sempre. Helena Maria Moreira
 
Cara Helena, nunca é a Joana que responde, sou sempre eu. Acusaram o Bocage do mesmo. “Um poeta tão jeitoso, e a usar tantos palavrões em certas poesias, não havia necessidade…” Cada maluco tem a sua mania !
Olá Herman,
Chamo-me Frederico Aragão e sou dos Açores, S.Miguel, e sempre gostei do teu trabalho, desde o detective que comia a "bosta" (a mim parecia azeitonas, mas tinha 5 anos) à procura de provas, até aos trabalhos mais recentes.
Só queria saber o que foi que viste no meu conterrâneo Sandro G?Acho que ele só mostrou uma má imagem dos açores, nomeadamento dos açoreanos...O que foi que levou-te a convidar tamanha encomenda?Um abraço e que continues como és,um Génio do Humor Português.
 
Caro Frederico, eu achei o Sandro o máximo. Adorei conhecê-lo e levá-lo ao programa. Mas não te preocupes: o prestígio do povo açoreano é grande demais para se deixar beliscar por um rapper contra-corrente !
 
Caro Herman
Escrevo este mail, essencialmente porque tenho saudades tuas. Mais propriamente da tua genialidade. Tenho saudades do tal canal, herman enciclopédia. Não tenho saudades dos programas propriamente ditos, esses eu posso sempre ver num qualquer dia na rtp memória. O que eu tenho saudades mesmo é do herman que fazia aqueles programas. A meu ver desde que foste fazer o talk show para a sic....... foi sempre a descer. Deixaste-te cair no banal, sentias-te no topo do mundo e nada te podia derrubar. Podias levar bruxos, bruxas, gente do mais estúpido quadrante que tudo teria graça. E até teve. o problema foi a forma exaustiva como exploraste essa formula.
nada de novo apareceu. Hoje confesso-te que sou fan incondicional dos gatos. vejo neles a irreverência, o medo de falhar, o trabalho árduo e a cima de tudo a diferença. TU FOSTE O PRIMEIRO A SER VERDADEIRAMENTE DIFERENTE. e foste genial. mas hoje ver-te é um sofrimento. Quem criou o nélinho, este homem não é do norte, quem teve a coragem de ousar ser diferente não pode ser o mesmo que se arrasta com a hora H. a nova geração de grandes humoristas que apareceu com o levanta-te e ri são primeiro de tudo diferentes. transformaste-te num maluco do riso. mas tal como eles a formula é gira mas muito repetitiva e esgota-se. eles têm muito a aprender contigo na exacta medida que têm a aprender com os monty piton. não foste inferior a eles. Tendo em conta a dimensão do nosso pais até foste bem maior.
mas hoje transformaste-te num baú de memórias. sabes que foste grande, sabes que foste o primeiro, sabes que foste verdadeiramente diferente, mas ainda não percebeste que quanto mais souberes isso maior será a tua descida para o baú das memórias. Escrevo-te este mail não para te deitar a baixo, nem tenho a ilusão que este mail servirá para mais que uma leitura diagonal. mas queria transmitir-te o que penso. em ti poderá não ter qualquer efeito mas far-me-á sentir bem melhor. Nuno Miguel Levita
 
Caro Nuno, quando puderes navega pelo You Tube e vê o que andamos a fazer num programa que se chama Hora H. Tem muito pouco de Monty Python, estamos numa fase mais Gervais / Walliams / Tate, que não duvido será grande moda em Portugal lá para o ano 2020 ! (risos)
 
Olá Herman,
Não tenho nenhuma pergunta para fazer! Quero apenas dizer  UM MUITO OBRIGADO  por continuar! Seria impossivel escrever a admiração que sinto por si. Desde pequena que sigo a sua carreira e é com todo o gosto que lhe posso dizer directamente! Não imagina a quantidade de vezes que o quis fazer! Um grande beijinho desta  sempre sua admiradora. Que tal mais uma serie de " O tal canal"? Maria João
 
Cara Maria João: estive a fazer as contas, e o Tal Canal faz 25 anos em 2008. Talvez seja um bom pretexto para produzir um “Tal País”…
 
Olá Herman! Ia para dizer que não o conheço pessoalmente, mas é mentira... Aliás, o Herman deve lembrar-se muito bem, eu é que já estava quase esquecida...lol...  Há anos atrasados, fomos apresentados à saída do Campo Pequeno (quem é que não se conheceu à saída do Campo Pequeno, meu Deus?!) após a apresentação do Citroen BX (salvo erro)...  Isto só para dizer que sempre fui, (sou e serei) grande admiradora do seu trabalho e, quando podia lá ía eu vê-lo, onde me fosse possível. Uma vez na Casa do Artista apresentei-me com umas 20 e tal amigas, com a casa a abarrotar de gente, de modo que ficámos quase todas sentadas no chão... mas, como sempre, valeu a pena. Agora que não tenho estado em Portugal não tenho acompanhado tão bem o seu trabalho. Mas pelo que vi neste blog, estou um pouco xateada por isso. Gostava de lhe dizer que estou na Alemanha e a casa que mais pinta tem... e a mais cara (ainda só lá comprei uma almofadita) em roupa de cama atoalhados e afins,,, chama-se Herrmann!!! (com dois rrs e nns)... e, quando lá passo, penso sempre que se esqueceram de lá por o José... Ficava melhor... E pronto... Só queria dizer, ainda, que secalhar tb simpatizo consigo, pq: somos ambos filhos únicos, mimados (que bom), com umas mães mais giras que nós (paciência), com umas avós que admiramos e com uma costela espanhola, com uns meses do ano (entre Março e Julho, com a mesma idade), com uma enorme vontade de viver e.... de RIR... aconteça o que acontecer... Portanto! Força aí camarada... deixe-os falar..."O que eles querem sei eu"... (esta quase paga direitos de autor, de alguém que tb gosto muito)... Continue com essa força e, acima de tudo, com a mesma vontade de nos fazer rir, porque bem precisamos. Nunca fui (ainda) ao Café Café... (tenho ido ao outro da frente, que nunca está tão cheio;(((( mas ainda lá hei-de ir... com mais uma dezena de amigas e fãs... para aquele abraço! "Oviderzine e tshussss". Gabriela.
 
Cara Gabriela, enquanto durarem as gravações do Hora H não actuo no Café Café. Mas o destino prega-nos tantas partidas, que ainda nos havemos de encontrar à saída de um outro campo qualquer, desde que não sejam os de Auschwitz e Dachau ! Beijos !
 
Boa noite Herman,
Vivo em Vilamoura e é frequente ver-te por aqui. No entanto há dois dias vi-te a jantar no unico chinês decente da marina, e quase que me atrevi a abordar-te para te dar uma força (não que precises, mas sabe sempre bem) numa altura em que é moda "bater-te" mas não tíve coragem... Enfim o que te queria dizer é que sem ser na minha modesta opinião o teu melhor programa, tem personagens deliciosos. Um abraço . Alf
 
Alf, adoro esse restaurante chinês - fui lá jantar com a Rueff e o Bruno Nogueira ! Pena que não me tenhas falado ! Nessa noite estava com espírito de campanha eleitoral, fartei-me de distribuir beijinhos ! Se houvesse eleições no dia seguinte, teria ganho com maioria absoluta !
 

Este Homem não é do Norte Carago:

publicado por Joana às 01:11 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comentários:
De Jorge Dias a 4 de Agosto de 2007 às 17:39
O tio Herman nas suas respostas está sempre a sugerir o best of do Hora H.... estou mortinho pra ver! LOL!


Comentar post

CONTACTOS PROFISSIONAIS
susana.silva@hermanias.pt


email do blog : joanaherman@gmail.com

Facebook


Página feita pela :
HERMAN AO VIVO


Anunciozinho Bom


Quando um gajo não pesquisa, é muita complicado
 
Livro - As Melhores Anedotas do Herman
CD - Adeus Vou Ali Já Venho
DVD - Herman Enciclopédia
DVD - O Tal Canal
DVD - Hermanias Especial Fim de Ano
Livro - As Eternas Anedotas do Herman
DVD - Crime na Pensão Estrelinha
Herman


O Verdadeiro Artista


El Grande Criador de Toda a Música Ró

Get the Flash Player to see this player.

Ó prás novidades tão jeitosas
Letse Luque Eta Treila
online
Desenvolvimento de sites
Desenvolvimento de sites
design por isa costa

Blog de fã dedicado a todo o trabalho de
Herman José